De acordo com estudo, diminuir o plástico dos oceanos é uma prioridade para as pessoas; saiba, porém, qual o maior poluente presente nos mares

Os oceanos estão poluídos por uma série de resíduos, entre eles os plásticos, um dos materiais tidos como prioridade pelas pessoas no combate à poluição, de acordo com estudo.

Os dados foram recolhidos através de uma parceria entre a The Economist Intelligence Unit (através da sua recente colaboração com a Back to Blue), a World Ocean Initiative e a The Nippon Foundation, com o objetivo de identificar a principal medida para restaurar a saúde dos oceanos, segundo a maioria das pessoas. 

Entre os entrevistados, a maioria definiu que o combate à poluição do plástico deveria ser a prioridade na preservação dos oceanos, enquanto a poluição química foi a segunda escolha de ambos.

Por que o plástico é a maior prioridade?

A explicação para a escolha da poluição por plástico como prioridade na preservação dos oceanos se deve à quantidade gigantesca desse material que chega todos os anos às águas marinhas. 

A poluição por plástico nos oceanos é a prioridade das pessoas, segundo estudo

Estima-se que, anualmente, oito toneladas de plástico vão para os oceanos. A expectativa é que, até 2025, esse número anual chegue a 17,5 milhões de toneladas.

Tamanha a quantidade de plástico que chega aos oceanos, bem como devido às imagens que vem às nossas mentes de inúmeros descartáveis em alto mar, podemos entender a razão pela qual os plásticos são tidos por muitos como o grande vilão dos oceanos – e de fato são. 

Contudo, será que o plástico é, de fato, o principal responsável pela poluição dos oceanos? 

Conheça o grande poluente dos oceanos

Ao lado do plástico, um outro grande poluente é responsável pela sistemática destruição dos oceanos, trata-se dos materiais de pesca. 

Sim, os materiais de pesca, tais como redes e anzóis, estão entre os resíduos mais presentes nos oceanos. 

Além de ser encontrado em grande quantidade, esse tipo de lixo é responsável por um efeito colateral devastador: a pesca fantasma. 

Os materiais de pesca, claro, auxiliam na captura de animais marinhos para consumo. Contudo, uma vez descartados nos oceanos, com ou sem intenção, eles continuam dizimando a biodiversidade dos oceanos. 

Os resíduos de pesca descartados nos oceanos são responsáveis por mutilar, afogar, prender e, claro, matar diversos animais nos oceanos de todo o mundo, explicando, assim, o porquê do nome “pesca fantasma”. 

Por conta de tudo isso, sem dúvida os restos de materiais de pesca estão entre os poluentes mais devastadores para os oceanos. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima!

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin