Aumento da acidez na atmosfera afeta o equilíbrio dos oceanos, revela estudo

Saiba mais sobre como o aumento da acidez na atmosfera afeta o equilíbrio ecológico dos oceanos

Você já deve saber a essa altura que a acidez das águas marinhas é um problema grave e que deve ser combatido o quanto antes. Contudo, outro tipo de acidificação está causando sérios problemas e gerando inúmeras dores de cabeça. Trata-se da acidez na atmosfera, cuja capacidade de afetar o equilíbrio ecológico dos oceanos oferece grandes riscos ao maior ecossistema do mundo. 

O estudo foi revelado na Science Advances, feito por uma equipe internacional de especialistas, patrocinada pelo Grupo de Especialistas das Nações Unidas em Aspectos Científicos da Proteção Ambiental Marinha (GESAMP).  

De acordo com o professor de química marinha e atmosférica na Escola de Ciências Ambientais da University of East Anglia (UEA), Alex Baker, um dos principais autores da análise, “as emissões humanas de poluentes têm causado mudanças significativas na acidez da atmosfera, levando a impactos ambientais bem conhecidos, como a chuva ácida” 

Mas, qual a relação da chuva ácida com os oceanos?

Segundo Baker, a acidez atmosférica afeta a quantidade e distribuição de nutrientes (nitrogênio, fósforo e ferro) entregues ao oceano.

Aumento da acidez na atmosfera afeta o equilíbrio dos oceanos, revela estudo

Esse processo funciona da seguinte maneira: os ácidos atacam a superfície das partículas de poeira do deserto conforme são transportadas pela atmosfera, de maneira a aumentar a proporção do fósforo e do ferro contidos nessas partículas, que se dissolvem quando a poeira cai no oceano.

Logo, o aumento da acidez, que existe desde a Revolução Industrial, aumentou as proporções de fósforo e ferro, que são solúveis em 14% e 16%, respectivamente. Com isso, temos um efeito fertilizante direto no fitoplâncton marinho.

Essas mudanças na quantidade e na distribuição geográfica da deposição de nutrientes também acabam afetando o equilíbrio ecológico do oceano.

Isso porque as comunidades fitoplanctônicas são sensíveis às proporções de nutrientes disponíveis para elas. Quaisquer mudanças na deposição de nutrientes identificadas provavelmente levam a mudanças ecológicas, já que a entrada atmosférica altera o equilíbrio de nutrientes das águas superficiais. 

Tais mudanças podem promover certos tipos de fitoplâncton sobre outros,  variando conforme a adaptação dos organismos aos níveis de nutrientes presentes na água, de acordo com o professor Kanakidou.

A acidez na atmosfera e seus impactos

Além disso, as emissões de poluentes, no mínimo dobraram a quantidade de nitrogênio adicionado aos oceanos por meio da atmosfera.

De acordo com a professora Maria Kanakidou da Universidade de Creta em Heraklion, Grécia, “a acidez controla a distribuição do nitrogênio entre as partículas e os gases na atmosfera, de modo que as mudanças na acidez alteram o período de tempo que o nitrogênio permanece na atmosfera e, portanto, onde será depositado no oceano.”

Tendo tudo isso em mente, fica evidente como as emissões antropogênicas continuarão a mudar a acidez da atmosfera e, claro, os oceanos. 

Gostou do artigo? Então, para ler mais conteúdo informativo como este, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho. Até a próxima!

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin