Saiba mais como a crise climática afeta os oceanos; conheça os impactos do aquecimento no ecossistema marinho

A crise climática é um grande problema global que começou a surgir em séculos passados, mais especificamente durante a revolução industrial, quando gases nocivos começaram a ser despejados na atmosfera em quantidades colossais. A partir disso, iniciou-se um processo de aquecimento global que, por consequência, aqueceu também os nossos oceanos. 

As emissões dos gases de efeito estufa são os principais responsáveis por superaquecer a atmosfera da Terra, culminando em uma série de problemas climáticos e ambientais. O problema maior é que a atmosfera superaquecida também superaquece os oceanos, o ecossistema mais importante que possuímos. 

Os oceanos são importantes porque têm uma função primordial para a manutenção da vida no planeta, uma vez que são os responsáveis pela maior parte do oxigênio que respiramos, por regular o clima no mundo, entre outras funções. 

Um oceano superaquecido gera, então, uma série de consequências à biodiversidade marinha e a nós seres humanos. Como resultado, já é possível identificar, por exemplo, um aumento do nível do mar catastrófico, cuja tendência é aumentar nos próximos anos se nada for feito. 

Os impactos do superaquecimento dos oceanos 

Uma coisa é simples: à medida que os oceanos aquecem, as águas sobem. Esse fenômeno acontece porque a água quente se expande e inicia um grande derretimento de camadas polares de gelo. 

Como o aquecimento dos oceanos acelera a crise climática

Os polos do planeta estão repletos de toneladas e mais toneladas de água congelada. Logo, conforme essa massa é derretida, o nível da água vai aumentando, fazendo com que regiões costeiras 

Infelizmente, como resultado desse processo, os níveis oceânicos médios ao redor do mundo tendem a aumentar de seis a dez metros nas próximas décadas. Se nada for feito, portanto, essa quantidade de água derretida será capaz de desaparecer com cidades costeiras e casas de centenas de milhares de pessoas.

Além dos impactos em terra firme, o aquecimento dos oceanos é responsável por mudar a biodiversidade marinha, já que inúmeras espécies dependem da temperatura ideal para prosperarem. 

Os recifes de corais, por exemplo, podem sumir, pois dependem da temperatura ideal para sobreviverem. 

O aquecimento dos oceanos na crise climática

É sempre importante lembrar que uma crise climática não consiste apenas nos problemas relacionados ao clima, mas, também, em crises desencadeadas por ele. 

Ou seja, a crise climática refere-se à situação ambiental do planeta relativa às mudanças climáticas e seus impactos no mundo, entre eles o aquecimento dos oceanos. 

Portanto, o aquecimento dos oceanos é um fator que deve ser levado em consideração durante uma análise da crise climática, já que as temperaturas mais elevadas derretem mais e mais gelo e acabam com ecossistemas marinhos, sendo responsáveis por criar diversos impactos ambientais no planeta. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima!

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin