Entenda como a reciclagem ajuda a preservar os oceanos

Saiba como a reciclagem ajuda a preservar os oceanos

A reciclagem, como todos devem saber, é uma das formas mais eficientes de diminuir os impactos causados no meio ambiente, de modo a criar, portanto, hábitos pautados pela sustentabilidade. 

Saiba ainda que a reciclagem é responsável por promover e colaborar com a preservação dos oceanos, ajudando a manter o maior ecossistema do planeta saudável e rico em biodiversidade. 

Tendo isso em mente, ao longo deste artigo abordaremos questões importantes relacionadas à reciclagem e sua colaboração na preservação dos oceanos. 

Afinal, como a reciclagem ajuda a preservar os oceanos?

Entenda como a reciclagem ajuda a preservar os oceanos

A reciclagem nada mais é que um processo de reaproveitamento do lixo descartado, a fim de dar origem a um novo produto ou matéria-prima, de maneira a diminuir a produção de rejeitos e o seu acúmulo na natureza. 

À medida que o processo de reciclagem é feito, reduz-se os impactos causados na natureza, favorecendo hábitos mais sustentáveis. 

É sempre importante ressaltar que, conforme realizamos a reciclagem, naturalmente menos resíduos chegam aos oceanos, inclusive, o plástico, um dos maiores vilões da vida marinha de todo o planeta. 

Entenda a relação entre o plástico e os oceanos 

O plástico está entre os maiores poluentes dos oceanos, sobretudo por ser despejado nas águas do mar em quantidades exorbitantes – estima-se que os oceanos recebem, por ano, oito milhões de toneladas de plástico, de acordo com a ONU.

Entre os fatores que tornam esse material um grande vilão, além da quantidade em que é encontrado nos oceanos, o tempo de decomposição (450 anos) e a liberação de substâncias tóxicas se destacam pela capacidade nociva ao meio ambiente. 

Levando em consideração o quão danoso o plástico é para o meio ambiente, naturalmente se torna mais fácil compreender a importância da reciclagem como meio para preservar os oceanos. 

Impactos do plástico nos oceanos e como a reciclagem os ameniza

O plástico, ao chegar nos oceanos, começa a decompor-se. Esse processo, como já mencionamos, demora séculos e, nesse período, causa inúmeros problemas aos oceanos e sua biodiversidade. 

Por exemplo, o plástico pode ser facilmente ingerido por algumas espécies, causando a morte de peixes, aves, mamíferos e outros animais. 

Além disso, os animais que se alimentam de outros acabam ingerindo o plástico indiretamente, criando um ciclo nocivo à biodiversidade marinha. 

Além dos danos à fauna, a flora dos oceanos também é afetada, já que o plástico muitas vezes acaba agredindo pequenos ecossistemas, como recifes de corais, que começam a correr sérios riscos.

Com medidas voltadas à reciclagem em massa de diversos materiais, principalmente o plástico,, sem dúvida a quantidade de lixo que chegaria ao oceano seria muito menor. 

Logo, haveria uma diminuição drástica nos impactos causados ao maior ecossistema do mundo. 

Um oceano saudável, portanto, representa um planeta mais saudável também, já que se trata do nosso maior e mais importante ecossistema, no qual sem ele jamais sobreviveríamos. 

Reciclagem e os oceanos: uma relação de sucesso

Sabendo mais sobre a importância da reciclagem e a forma como ajuda a preservar os oceanos, sem dúvida fica mais claro por que temos que adotá-la como um processo vital para a manutenção da vida nos oceanos e fora deles.

Gostou do artigo? Então, acompanhe nosso blog para mais novidades. Até a próxima!

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin