Entenda como as ondas acústicas ajudam a filtrar microplásticos nos oceanos

Saiba mais sobre essa invenção que promete filtrar os microplásticos; conheça os impactos desse tipo de resíduo nos oceanos

Alguns pesquisadores recentemente descobriram uma nova técnica para limpar os oceanos dos microplásticos, minúsculas partículas de polímeros sintéticos (plástico) oriundas da produção de lixo humano e seu consequente descarte irregular na natureza.. 

Pelo fato de os microplásticos ficarem acumulados no oceano e colocarem a vida marinha em risco, cientistas estudaram e desenvolveram uma técnica por meio de ondas acústicas como forma de criar uma solução para esse problema.

Comandada por Dhany Arifianto, do Institut Teknologi Sepuluh Nopember, em Surabaya, Indonésia, os pesquisadores utilizaram alto-falantes para saber como os microplásticos se comportam frente a ondas acústicas.

Entenda mais sobre o experimento

Ao fazer o experimento, os pesquisadores descobriram que as ondas são capazes de separar os microplásticos. Essa descoberta foi feita através de um tubo com três divisórias. À medida que foram utilizadas as ondas acústicas, o canal do meio concentrou 58% das partículas de plástico em água do mar; na água doce, 56%.

Entenda como as ondas acústicas ajudam a filtrar microplásticos nos oceanos

O objetivo dos pesquisadores é entender quais são as frequências mais adequadas e qual o volume do som que pode tornar a limpeza dos oceanos por esse método mais eficiente.

Caso resultados animadores surjam, os cientistas desejam aplicar sistemas de teste para melhorar a higiene do mar e garantir que as águas oceânicas estejam cada vez mais limpas dos microplásticos, tornando-se, assim, mais seguras para a vida marinha. 

É importante dizer ainda que os cientistas buscam uma maneira de fazer com que as ondas não afetem a vida de peixes e outros animais. Ou seja: a meta é remover os microplástico sem afetar o bem-estar dos animais. 

A importância de remover os microplásticos

Os microplásticos são partículas de plástico que se desprendem desse tipo de resíduo à medida que entram em decomposição. 

Uma vez na água, os microplásticos geram uma série de impactos na vida marinha. Por exemplo, quando não causa asfixia, a ingestão desses plásticos leva a lesões em órgãos internos e ao bloqueio do trato gastrointestinal de diferentes espécies de animais, desde peixes e aves até mamíferos marinhos. 

Além dos danos físicos, os microplásticos podem causar danos tóxicos aos seres vivos, com efeitos devastadores, que podem culminar com a morte dos animais. 

Além disso, o fato de nos alimentarmos de espécies marinhas é um agravante, já que estamos sujeitos a consumir carne de animais contaminados por microplásticos, o que pode causar problemas à saúde dos seres humanos. 

Por conta de tudo isso, qualquer solução em prol da filtragem dos microplásticos nos oceanos, como é o caso das ondas acústicas, é sempre muito bem-vinda. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin