Esgoto humano e seus impactos nos oceanos

Saiba como o esgoto humano afeta os oceanos; conheça alguns dos impactos desse problema nos seres humano e na biodiversidade marinha

O esgoto não tratado é um problema mundial que deve ser combatido o quanto antes, já que seu potencial destrutivo no meio ambiente é enorme. Entre os ecossistemas mais afetados estão os oceanos, cujo equilíbrio ecológico é bastante delicado. 

Os impactos do esgoto humano nos oceanos são inúmeros, afetando habitats marinhos e toda a sua biodiversidade. 

Pensando no quão importante é entendermos os impactos do esgoto humano nos oceanos, no artigo de hoje falaremos tudo sobre esse problema

Entenda mais sobre o esgoto humano e seus impactos no ecossistema marinho

O esgoto humano nos oceanos é capaz de introduzir patógenos causadores de doenças e nitrogênio no oceano, o que pode, potencialmente, afetar a saúde humana, os ecossistemas costeiros e, claro, as comunidades que dependem desse ecossistema, como as pessoas que vivem da pesca, por exemplo. 

Podemos afirmar, então, que os esgotos a céu aberto nas praias contribuem para que vírus, bactérias, fungos e outros micro-organismos se desenvolvam na água e na areia. Como resultado, a população fica mais facilmente contaminada e desenvolve doenças, como disenteria, infecções de pele, entre outras.

Apesar de tudo isso, a maioria das pesquisas sobre o impacto dos seres humanos nos ecossistemas marinhos/costeiros se concentrou no escoamento agrícola, deixando de lado as investigações sobre o esgoto humano

A fim de melhor entender e demonstrar o impacto do esgoto nos oceanos, Tuholske e colegas conduziram uma análise na qual estimaram e mapearam as entradas de nitrogênio e patógenos no oceano a partir de esgoto para cerca de 135.000 bacias hidrográficas em todo o mundo.

Entenda a pesquisa sobre o esgoto humano nos oceanos

Uma recente análise de mapeamento de alta resolução estimou as quantidades de nitrogênio e patógenos liberados nos ecossistemas costeiros a partir do esgoto não tratado. 

O Dr.Cascade Tuholske (afiliado à Columbia Climate School) e colegas da Universidade da Califórnia, Santa Bárbara, apresentaram esta pesquisa na revista de acesso aberto PLOS ONE.

Esgoto humano e seus impactos nos oceanos

A análise sugere que as águas residuais do esgoto humano introduzem, anualmente, 6,2 teragramas de nitrogênio nos ecossistemas costeiros. Para efeitos comparativos, isso representa cerca de 40% dos insumos estimados da agricultura. 

Os dados revelaram que 63% do nitrogênio é de sistemas de esgoto, 5% de sistemas sépticos e 32% de entrada direta não tratada.

Esses dados são alarmantes, uma vez que essa quantidade enorme pode levar à eutrofização e ao surgimento de zonas mortas, entre outros problemas. 

A segunda grande descoberta é que a entrada de águas residuais nas águas costeiras é altamente variável. Quase metade de toda a entrada vem de cinco países e cerca de 10 grandes bacias hidrográficas diferentes.

De acordo com os dados obtidos, as bacias hidrográficas que parecem liberar mais nitrogênio do esgoto, a maioria está localizada na Índia, Coréia e China, com o rio Chang Jiang (Yangtze) contribuindo com 11% do total global.

Além disso, os pesquisadores também identificaram pontos críticos para exposição de recifes de corais ao nitrogênio em países como China, Quênia, Haiti, Índia e Iêmen. Pontos de exposição de ervas marinhas foram encontrados em países como Gana, Kuwait, Índia, Nigéria e China. 

Por fim, os rios Chang Jiang e Brahmaputra têm a maior entrada de patógenos.

O esgoto humano no Brasil

O Brasil, apesar de não ser citado na pesquisa, com certeza não está em boas condições.  Isso porque pouco menos da metade dos brasileiros ainda não contam com saneamento básico, o que representa mais de 100 milhões de pessoas. 

Esses dados, claro, mostram como os rios e regiões costeiras estão expostas ao esgoto humano e seus impactos. 

Esgoto humano nos oceanos: um problema que deve ser combatido

Agora que conhece mais sobre os impactos do esgoto humano nos oceanos, com certeza fica mais fácil entender por que é tão importante investir em métodos para combater esse problema. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin