Espécies invasoras ameaçam a biodiversidade da costa brasileira

Saiba mais como espécies invasoras estão comprometendo a biodiversidade da costa brasileira 

As espécies invasoras representam um grande perigo a inúmeros ecossistemas, em especial os oceanos, cujo equilíbrio ecológico é bastante delicado. No Brasil, este é um problema real, já que animais invasores ameaçam a biodiversidade da costa brasileira. 

Tenha em mente que as águas marinhas estão sendo invadidas por formas de vida que oferecem perigo. Um estudo publicado na revista Biological Invasions mostra o que, infelizmente, indivíduos da espécie peixe-leão chegaram à costa brasileira. 

Apesar de ser uma espécie bonita, com uma coloração chamativa e espinhos marcantes, o peixe de cerca de 30 centímetros, comumente visto em aquários, vem destruindo a biodiversidade do Atlântico.

Conheça mais sobre a invasão dessa espécie 

Natural do Indo-Pacífico, o peixe-leão chegou à Flórida e ao Caribe no início deste século, por influência humana. 

A chegada desse peixe aos oceanos, em especial a costa brasileira, se deve às pessoas que criam o peixe no aquário e, por algum motivo, (animal cresceu demais, mudança de residência) acabam jogando o animal no mar. 

Saiba que esse processo é extremamente nocivo, uma vez que só é permitido depositar no mar espécies que são nativas daquela região.

Espécies invasoras ameaçam a biodiversidade da costa brasileira

Com isso, o peixe-leão, oriundo do caribe, começou a ser encontrado próximo à foz do rio Amazonas e na ilha de Fernando de Noronha, se reproduzindo a uma velocidade assustadora. 

Isso se deve ao fato de que essa espécie não tem um predador conhecido, assim como é um animal tem facilidade em conseguir suas presas, o que, claro, favorece a multiplicação da espécie, ameaçando toda a fauna marinha. 

Tenha em mente ainda que o impacto é sempre maior quanto menor for a população nativa. Por exemplo, se o peixe-leão chegar ao Arquipélago São Pedro e São Paulo, ele pode causar a extinção global de algumas espécies que só ocorrem lá, como afirma o biólogo Luiz Rocha, da Academia de Ciências da Califórnia e coautor do estudo.

Agora, o peixe-leão se junta a outra espécie invasora: o coral-sol, uma praga que compete e leva as espécies nativas à morte. 

Atualmente, as duas espécies que foram introduzidas no Brasil estão distribuídas de forma descontínua ao longo da costa, desde Fortaleza até Santa Catarina. Ambos os animais ocorrem principalmente em ilhas e substratos artificiais, sobretudo naufrágios e estruturas associadas à exploração de gás e petróleo. Contudo, também são registradas em costões rochosos de regiões costeiras, conforme afirma a bióloga Kátia Capel, do Centro de Biologia Marinha (CEBIMar) da USP, e o oceanógrafo Marcelo Kitahara, professor do Departamento de Ciências do Mar (DCMar) da UNIFESP. 

Como combater o problema das espécies invasoras na costa brasileira?

Além de evitar a soltura dessas espécies fora do seu ecossistema natural, a outra solução é investir na captura destas espécies, de forma a diminuir seu avanço e proliferação na natureza. 

Gostou do artigo sobre as espécies invasoras e como elas estão afetando a costa brasileira? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin