Saiba como a indústria da moda colabora com a poluição ambiental

A indústria da moda está entre os setores que mais movimentam dinheiro em todo planeta, à medida que todos os seres humanos necessitam de roupas, fazendo com que essa área seja aquecida constantemente. Para termos ideia,  o mercado têxtil tem crescido em torno de 5,5% a cada ano, movimentando 2,4 trilhões de dólares anuais no planeta. 

Porém, ao passo que movimenta muito dinheiro, gera-se uma quantidade enorme de lixo, contribuindo assim para a poluição ambiental. 

Logo, surge uma pergunta: qual a relação entre a indústria da moda e a poluição ambiental? 

Respondê-la é fundamental para entender os impactos que a indústria causa ao meio ambiente, de modo a encontrar uma solução sustentável para esse problema. 

Afinal, qual a relação entre a indústria da moda e a poluição ambiental?

A produção de roupas em escala global é responsável por uma quantidade significativa de lixo, à medida que também contribui efetivamente para a liberação de uma quantidade enorme de gases de efeito estufa – estima-se que, anualmente, sejam liberados 1,2 bilhão de toneladas de gases na atmosfera. 

Indústria da moda e poluição ambiental: entenda essa relação

Em termos gerais, a indústria da moda responde por algo entre 8% e 10% das emissões globais de gases-estufa, superando os setores da aviação e do transporte marítimo juntos. 

Além disso, a indústria têxtil é tida como o segundo setor da economia que mais consome água e produz cerca de 20% das águas residuais do mundo, de acordo com dados disponibilizados na revista Valor.

Naturalmente, conforme consumimos cada vez mais peças do mercado têxtil, mais lixo é gerado, afetando, dessa maneira, o meio ambiente e contribuindo para a poluição ambiental.

Quais os impactos da indústria têxtil no meio ambiente?

É importante dizer que em todas as fases de produção têxtil, desde a fiação e tecelagem até o beneficiamento e a confecção de vestuário, é possível notar inúmeros resíduos que causam impactos diretamente ao meio ambiente.

Por exemplo, durante a produção têxtil, sobretudo ao longo do processo de tingir uma peça de roupa, utiliza-se corantes que, em sua composição, possuem diversos elementos como ácidos, sólidos solúveis e compostos tóxicos que, eventualmente, podem poluir recursos hídricos. 

Além disso, o setor têxtil é responsável pela poluição do ar e do solo. 

Quando falamos da poluição pelo ar, falamos da queima de óleos e lenhas nas caldeiras que liberam dióxido de enxofre e gás carbônico, que são responsáveis por gerar a chuva ácida e o efeito estufa, respectivamente. 

Quanto à poluição pelo solo, falamos das infiltrações de água contaminada. 

Tipos de resíduos têxtil na natureza

Além de todos os impactos citados, a indústria da moda é responsável por uma enorme quantidade de lixo têxtil gerado. 

Esses resíduos acabam afetando o meio ambiente, uma vez que diversos tipos de lixos entram em contato com a natureza. 

Para termos ideia, a indústria da moda é responsável por despejar na natureza resíduos como embalagens, cones plásticos, óleo de lubrificação, resíduos de varrição, fibras não processadas, retalhos e trapos, papel, papelão, iodo e muito mais. 

Eventualmente, esse lixo acaba em diversos ecossistemas, como rios, lagos, parques, oceanos, entre outros.

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin