Mais de 5 mil novos vírus escondidos foram encontrados nos oceanos

Cientistas e pesquisadores analisaram 35 mil amostras de água para identificar diversidade biológica dos oceanos e quais os vírus presentes no mar

Os oceanos são um eterno mistério, uma vez que 80% desse vasto ecossistema segue inexplorado. Portanto, novas descobertas acerca das águas marinhas surgem a todo momento. Prova disso é que, recentemente, cientistas descobriram mais de 5 mil novos vírus nos oceanos. 

O estudo, liderado por uma equipe internacional de cientistas, combinou análises de machine learning com árvores evolutivas dos vírus. Foram avaliados 35 mil amostras de água ao redor do globo, de maneira a identificar novos vírus que contêm o material genético RNA.

É preocupante essa descoberta? 

Mais de 5 mil novos vírus escondidos foram encontrados nos oceanos

Saiba que, apesar de essa notícia chamar a atenção, não há motivos para se preocupar. Os profissionais envolvidos na pesquisa explicaram que apenas uma pequena fatia dessas milhares de espécies de vírus encontradas tem, de fato, potencial de prejudicar humanos, plantas ou animais. 

A descoberta, que foi publicada na revista Science, indicou que é necessário fazer uma nova organização das classificações de vírus, a fim de representar de forma adequada toda a diversidade. 

Entenda mais sobre os novos vírus

Muitas das novas espécies identificadas já se encaixam em divisões/grupos existentes. Todavia, milhares de outras espécies precisam de um novo nome, segundo reportagem do jornal The Independent. 

Com isso, os pesquisadores propuseram pelo menos cinco novos “filos”, que é o termo da biologia utilizado para designar um agrupamento de seres vivos que partilham certas características evolutivas comuns. 

Entre os novos filos estão Taraviricota, Pomiviricota, Paraxenoviricota, Wamoviricota e Arctiviricota. A coleção mais abundante das espécies recém-identificadas pertence ao filo proposto Taraviricota.

Segundo Matthew Sullivan, da Universidade Estadual de Ohio, principal autor do estudo, há muita diversidade nova, e um filo inteiro, o Taraviricota, foi encontrado em todos os oceanos, o que sugere que eles são ecologicamente importantes. 

A tendência, inclusive, é que o sistema de classificação de vírus continue a evoluir ao passo que os cientistas tentam entender o papel que os vírus desempenham nos ecossistemas oceânicos.

A importância de descobrir novos vírus 

Saiba que os vírus que infectam micróbiois têm três funções principais: matar células, mudar a forma como as células infectadas gerenciam sua energia e, por fim, transferir genes de um hospedeiro para outro. 

A descoberta de novos vírus ajuda a desvendar mais informações sobre a diversidade de vírus nos oceanos do mundo. 

Dessa forma, fica mais fácil entender melhor o papel dos micróbios marinhos na adaptação dos oceanos às mudanças climáticas.

Para ter ideia da importância, esses micróbios marinhos afetam a forma como o carbono é armazenado nos oceanos. 

Logo, estudar esses novos vírus não deixa de ser uma maneira de entender como grandes corpos de água absorvem metade do dióxido de carbono atmosférico gerado pelas atividades humanas.

Gostou do artigo sobre a importância de descobrir novos vírus? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin