Saiba mais sobre as manchas de lixo nos oceanos e seus impactos

O lixo que geramos, especificamente o que não é reciclado ou que tem um fim mais adequado, culmina invariavelmente na poluição dos oceanos. Como reflexo desse hábito, surgiram as famosas manchas de lixos. 

As manchas de lixo nos oceanos consistem em ilhas de resíduos, cuja composição é composta de plásticos, microplásticos, descartáveis, restos de acessórios e equipamentos de pesca e muito mais. 

Esse tipo de problema ambiental gera uma série de impactos à biodiversidade marinha e, a longo prazo, pode comprometer a função dos oceanos, culminando em consequências severas ao planeta como um todo. 

Como o lixo chega aos oceanos e cria as manchas de lixo?

O lixo que não é descartado de forma responsável chega aos oceanos de diferentes maneiras, seja por descarte direto nas águas ou de forma indireta. Por exemplo, o lixo que jogamos nas vias pode ir para redes de esgoto não tratado, chegando até às águas marinhas. 

E não para por aí, esse mesmo lixo pode entrar em contato com rios e outros tipos de corpos d’água, até chegar aos oceanos. O vento e as chuvas também são meios para que o lixo chegue até os mares. 

Uma vez nos oceanos, devido às correntes, grande parte do lixo é levado para áreas onde as correntes se encontram, criando assim grandes bolsões de lixo. 

Manchas de lixo nos oceanos: as ilhas de resíduos do Atlântico e Pacífico

Uma das manchas de lixo mais conhecidas e gigantescas é a Grande Mancha de Lixo do Pacífico – conhecida também como Vórtice de Lixo do Pacífico Oriental.

Trata-se de uma área com intensa concentração de lixo marinho localizada entre o Havaí e a Califórnia. O tamanho desse bolsão de resíduo ainda é desconhecido, já que está constantemente mudando e crescendo. 

Contudo, estima-se que essa ilha de lixo que flutua no Pacífico tem três vezes o tamanho da França e é tida como maior depósito de lixo oceânico do mundo, com cerca de 1,8 trilhões de pedaços de plástico flutuantes.

Como a mancha de lixo do pacífico surgiu?

Essa grande massa de lixo, claro, surgiu a partir do contato do lixo com os oceanos, Mas a formação da ilha de resíduo em si se deu através do Giro Subtropical do Pacífico Norte – um tipo de giro oceânicos causado pela convergência das correntes oceânicas e do vento. 

Em suma, à medida que as correntes se encontram, o Efeito Coriolis da Terra (a deflexão de objetos em movimento causada pela rotação da Terra) faz com que a água gire de forma lenta, criando, assim, um funil para qualquer coisa na água.

Impactos das manchas de lixo

Naturalmente, como qualquer resíduo ao entrar em contato com a natureza, os impactos das manchas de lixo no meio ambiente são catastróficos. 

Em um primeiro momento, os resíduos são responsáveis por mutilar e matar a biodiversidade marinha. 

Esse processo acontece de diferentes formas, algumas espécies ficam presas no lixo e acabam mutiladas ou com dificuldades para se locomover, alimentar e respirar, ocasionando uma eventual morte. 

Outras espécies ainda ingerem o lixo, confundindo-o com alimento, causando intoxicação e a morte dos animais. 

Além de tudo isso, os resíduos dessas manchas de lixo liberam muitas vezes substâncias tóxicas, sobretudo durante o processo de decomposição. 

Os impactos seguem por décadas e mais décadas, comprometendo a vida de milhares de espécies marinhas. 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin