Microplástico pode transportar germes para oceanos que causam doenças

Saiba como os microplásticos transportam doenças e como isso afeta nós seres humanos 

Os microplásticos são resíduos que estão cada vez mais presentes nas águas marinhas, sobretudo pela quantidade de lixo plástico que chega aos oceanos. Além de poluir e afetar a biodiversidade marinha, cientistas descobriram que os microplásticos podem também ser veículos para germes patogênicos terrestres que provocam doenças em organismos marinhos e seres humanos.

Tal descoberta foi evidenciada por cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.A pesquisa, publicada no boletim Scientific Reports, é a primeira em que se admite que os microplásticos, fragmentos com tamanho inferior a cinco milímetros, podem disseminar doenças transmitidas por organismos como Toxoplasma gondii, Cryptosporidium e Giardia

As doenças causadas por esses organismos podem chegar aos seres humanos por meio do consumo de marisco.

Como os germes chegam aos oceanos por meio do plástico?

Os autores do estudo analisaram em laboratório diferentes formas de como os patogênicos podem se associar aos plásticos na água do mar.

Tirar o microplástico do mar: é possível?

Acredita-se que as principais maneiras que esses organismo encontram para chegar aos oceanos é por meio dos microplásticos de produtos cosméticos, os que vão parar no oceano com as águas de lavagem de roupa e os oriundos das redes de pesca.

Saiba que, embora os parasitas se fixem mais aos microplásticos da roupa e das redes de pesca, todos os tipos de plástico analisados são capazes de transportar patogênicos.

Tenha em mente ainda que os microplásticos que flutuam na superfície podem se deslocar por grandes distâncias, espalhando tais patogênicos para bem longe. 

Os resíduos que se afundam concentram-se no leito do mar, onde animais como ostras e outros tipos de bivalves vivem, aumentando a probabilidade de consumirem o plástico ou os micro-organismos que causam doenças. 

As doenças e germes que chegam aos oceanos por meio dos microplásticos

O Toxoplasma gondii é um parasita que se encontra nas fezes de felinos, mais especificamente os gatos, que já infectou muitas espécies marinhas com a doença toxoplasmose, como golfinhos e focas, por exemplo. Já nos seres humanos provoca doenças prolongadas e problemas reprodutivos.

Saiba que o Cryptosporidium e a Giardia são doenças gastrointestinais que podem ser fatais para crianças e pessoas imunocomprometidas.

A única solução para esse problema é evitar que os plásticos cheguem aos oceanos, de modo a acabar com o transporte de doenças por meio dos microplásticos. Nesse caso, uma das maneiras para chegar a esse objetivo é, por exemplo, investir na colocação de filtros nas máquinas de lavar e secar e nas saídas de águas residuais.

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin