Conheça algumas informações e curiosidades sobre o fundo do mar

Os oceanos, por mais importantes que sejam, ainda representam uma grande incógnita, à medida que somente uma pequena parcela dele foi devidamente estudada e explorada. Não à toa, estima-se que 80% do oceano segue inexplorado, guardando mistérios que sequer temos ideia.

Os motivos para essa falta de conhecimento estão relacionados diretamente às dificuldades encontradas para explorar os oceanos, como, por exemplo, as altas pressões encontradas nas profundidades do mar, bem como a extensão colossal dos oceanos – algo em torno de 361,9 milhões de km2 de área. 

Justamente por tudo isso, comumente questões envolvendo o que de fato conhecemos sobre o fundo do mar vem à tona. 

No artigo de hoje, falaremos mais sobre os oceanos, compilando algumas das informações mais relevantes a respeito do que já conhecemos sobre o fundo do mar. 

Ponto mais fundo dos oceanos

Saiba que o ponto mais profundo do planeta é conhecido como Challenger Deep, localizado na Fossa das Marianas, no Oceano Pacífico, próximo às Ilhas Marianas.

Para termos ideia do tamanho da profundidade, o Monte Everest, pico mais alto da Terra, possui 2 quilômetros de altura a menos do que a Fossa das Marianas possui de profundidade. 

Portanto, estamos falando de um local extremamente profundo, cujos segredos e vida marinha ainda são desconhecidos. 

Chegar ao ponto mais profundo: uma tarefa para poucos

Kathy Sullivan é uma das sete pessoas que realizaram um feito histórico quando mergulhou 35.810 pés (11 mil metros) no Challenger Deep, ponto mais profundo do Oceano na Fossa das Marianas. 

De acordo com Kathy, a sensação é como “um alienígena chegando a um planeta estrangeiro e navegando por essa paisagem lunar. Foi bastante notável”.

Sullivan passou pouco mais de uma hora explorando uma vala em um submersível desenvolvido especialmente para suportar a imensa pressão subaquática.

A pressão é tamanha que poucos seres vivos são capazes de sobreviver nas profundezas. Para efeito de comparação, a maioria das espécies conhecidas do oceano vivem acima dos 200 metros, enquanto submarinos nucleares geralmente não descem abaixo de 300 metros de profundidade.

O relevo do fundo do mar

O que conhecemos sobre o fundo do mar?
O que conhecemos sobre o fundo do mar?

Assim como a superfície possui formas e características únicas no que se refere ao relevo, com os oceanos não poderia ser diferente. 

O fundo do mar também possui ilhas, vulcões, cadeias de montanhas, fossas oceânicas e planícies abissais.

E não para por aí. O fundo do mar também conta com regiões cheias de fontes hidrotermais, que são formadas quando a água do mar encontra o magma através de fissuras. 

Trincheiras oceânicas

No fundo do Oceano Atlântico foi descoberto uma espécie de trincheira de mais de 8 quilômetros de profundidade (ponto mais profundo do Atlântico).

O que parecia ser uma região estéril, sem vida, se mostrou recentemente um rico ecossistema, repleto de diversas espécies de tubarões, como o Tubarão-tigre e o Tubarão-fantasma. 

Tais animais estão perfeitamente adaptados para viverem em condições adversas (para humanos e animais marinhos próximos à superfície) como extrema escuridão, baixa temperatura e grande pressão.

Correntes marinhas

As correntes marinhas (o equivalente às correntes de ar na superfície) são o constante movimento da água do oceano. Elas possuem uma dinâmica extremamente complexa, uma vez que possuem trajeto, temperatura e até mesmo níveis de salinidade. 

Ao longo das correntes marinhas transporta-se calor e são espalhados sedimentos pelas águas. Devido a essa dinâmica, os mares de todo o mundo estão conectados, formando um oceano global.

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin