O que é aquicultura? Conheça tudo sobre

Se você gosta ou já experimentou algum tipo de peixe ou fruto do mar, com certeza deve ter ingerido uma espécie fruto da aquicultura. Se você não sabe o que é aquicultura, fique tranquilo, pois falaremos tudo sobre esse tipo de ciência. 

Saiba que a aquicultura é a ciência que estuda e desenvolve técnicas de reprodução e cultivo de organismos aquáticos, como peixes, moluscos, algas, crustáceos e até tartarugas ou jacarés. 

Ficou curioso para conhecer mais? Então, confira tudo sobre aquicultura!

O que é aquicultura? Ela é sustentável?

Conforme a população mundial cresce, os métodos de pesca tradicionais não conseguem atender à demanda crescente por peixes no mundo – o que, inclusive, é responsável pela sobrepesca, que é a retirada de espécies marinhas em excesso. 

A aquicultura surge, então, como uma uma forma de atender à demanda global, de maneira a também ajudar a reduzir a pressão sobre a pesca de captura selvagem. Isto é, a aquicultura é responsável pelo fornecimento mais sustentável de espécies aquáticas, criando um maior equilíbrio ecológico, afinal, tira-se menos animais da natureza. 

O que é aquicultura? Conheça tudo sobre

O cultivo deve ser realizado em condições adequadas, oferecendo, por exemplo, controle de iluminação e temperatura da água. 

A aquicultura pode ocorrer em ambientes de água doce ou salgada (onde recebe o nome de maricultura). Um dos principais objetivos da aquicultura, como dito, é garantir produtos para o consumo com maior controle e regularidade.

Em outras palavras, depende-se muito menos da pesca na natureza para nos alimentarmos, uma vez que a aquicultura oferece mais periodicidade e garantia no fornecimento de diferentes espécies. 

Como é realizada a aquicultura?

A principal finalidade da aquicultura é a produção de peixes. Contudo, é importante ressaltar que é possível encontrar também produções de algas e outras plantas marinhas (utilizadas na alimentação e elaboração de medicamentos farmacêuticos), bem como criação de moluscos (como ostras e mexilhões) e crustáceos, especialmente o camarão.

Tais espécies podem ser cultivadas tanto em ambientes naturais quanto em tanques artificiais construídos pelo ser humano. 

No que se refere às metodologias utilizadas para produção aquícola, pode-se citar o uso de viveiros escavados no solo, tanques-rede/gaiola flutuante e o cultivo em espinhel e balsas.

Impactos ambientais da aquicultura 

Apesar de ser uma opção mais sustentável, que não agride tanto os oceanos, a aquicultura está longe de ser uma alternativa 100% responsável do ponto de vista ecológico. 

Isso porque há impactos no meio ambiente ao realizar a aquicultura, como:

  • Desperdício de culturas, resultante de um manejo alimentar inadequado;  
  • Poluição da água;  
  • Uso excessivo de antibióticos e risco de resistência antimicrobiana;  
  • Perturbação dos ecossistemas locais.

Gostou do artigo sobre a aquicultura? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin