Estima-se que até 2075 os oceanos vão produzir mais gases clorofluorcarbonetos do que absorver; entenda as consequências e causas desse problema ambiental

Os oceanos, ao longo das últimas décadas, vêm sofrendo bastante com as consequências de anos de poluição e descaso com sua biodiversidade. Os reflexos dessas atitudes começam a aparecer de forma gradativa e, aos poucos, começamos a entender melhor os impactos causados..

De acordo com pesquisadores norte-americanos, foi possível concluir que os oceanos, conhecidos como armazenadores de gases clorofluorcarbonetos (CFC), começaram a produzir essas substâncias destruidoras da camada de ozônio. 

Os resultados do estudo foram publicados recentemente no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences.

Os estudos apontam que pelo menos um tipo de gás CFC, nesse caso o CFC-11, está saindo dos oceanos. Como resultado, foi observado uma alteração nas concentrações atmosféricas, o que pode agravar ainda mais o aquecimento global, deixando o planeta em uma situação ainda mais delicada.

O que são gases CFC?

Para entendermos melhor o que representa os gases CFC na atmosfera, é importante sabermos mais sobre o assunto. 

Saiba, então, que os gases CFC (Clorofluorcarboneto) são qualquer são gases pertencentes a classe de compostos de carbono, hidrogênio, cloro e flúor, que normalmente são usados em refrigerantes e propulsores de aerossóis. 

O grande problema é que o CFC, além de ser 15 mil vezes mais nocivo ao ozônio que o dióxido de carbono (CO2), permanece muitos anos na atmosfera do planeta. 

Com isso, à medida que a destruição da camada de ozônio perdura, o buraco aberto nela expõe a vida na Terra aos males do Sol sem filtro, trazendo problemas como câncer e mais uma variedade de doenças.

Os gases CFC e seus impactos

Como relatado pela pesquisa, a estimativa é que, até 2075, as águas oceânicas vão liberar mais desse gás para a atmosfera do que absorver.

Essa falta de equilíbrio refletirá em todo o planeta nas próximas décadas. Por exemplo, a liberação desses gases irá até mesmo atrapalhar o trabalho dos cientistas, uma vez que as emissões vindas do oceanos poderiam ser confundidas com as que são feitas por países que desobedecem protocolos ambientais.

Ou seja, não será possível verificar se algum país está desobedecendo as diretrizes ambientais ou se é o oceano liberando o gás CFC. 

Com isso, ficará difícil até mesmo apontar a origem da poluição, culminando na falta de fiscalização. 

Além dessas questões, os gases CFC na atmosfera são responsáveis por intensificar o efeito estufa, que são responsáveis por aumentar o clima no planeta, culminando em muitos outros tipos de problemas, como derretimento de geleiras, aumento na temperatura nos oceanos, entre outros. 

Gases CFC: um perigo iminente

Agora que sabemos mais a respeito do perigo dos gases CFC para os oceanos, os seres humanos e, principalmente, para o planeta como um todo, fica mais fácil compreender como adotar hábitos sustentáveis é importante para a longevidade do mundo. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima!

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin