Pesquisadores estudam o silêncio dos oceanos causado pela pandemia

Saiba mais sobre a importância do estudo sobre o silêncio dos oceanos causado pela pandemia

Quando falamos em poluição dos oceanos, às nossas mentes vêm imagens das águas cobertas de lixo como plástico. Entretanto, saiba que a poluição dos oceanos pode ocorrer de diferentes maneiras, inclusive através do som. Justamente por isso, pesquisadores estudaram o silêncio dos oceanos causado pela pandemia, de maneira a entender melhor os impactos do barulho que fazemos nas águas marinhas no dia a dia. 

O silêncio nos oceanos criado pela pandemia é um evento raro e, por esse motivo, foi alvo de estudo de cientistas e pesquisadores.

Afinal, em um mundo em estado normal, sem pandemia, é inegável que os seres humanos fazem muito barulho nos oceanos, especialmente com a movimentação de navios e embarcações. As consequências dos sons que geramos em alto mar ainda estão em estudo, porém, com o “silêncio”, ou seja, a diminuição do barulho por conta da pandemia, fica mais fácil entender os impactos dos sons que fazemos. 

O bloqueio causado pela pandemia retardou o transporte global em uma escala que de outra forma seria impossível, o que favorece, portanto, a ideia de realizar o quanto antes um estudo do barulho que fazemos nos oceanos e mares. 

Como o estudo será feito?

Pesquisadores estudam o silêncio dos oceanos causado pela pandemia

Os cientistas têm como objetivo ouvir a paisagem sonora do oceano antes, durante e depois da pandemia, especialmente nos momentos de lockdown, onde o movimento é muito menor.

Através de 200 hidrofones oceânicos, que são microfones subaquáticos, que estão instalados ao redor do oceano global, será possível medir as mudanças no ruído e como elas afetam a vida marinha.

Creia-se que os ruídos gerados pelos seres humanos afetam baleias ou peixes em coro, mas tal efeito só pode ser de fato comprovado após os estudos feitos ao longo da pandemia e após seu fim, quando tudo voltar ao normal. 

O objetivo do estudo sobre o barulho nos oceanos

O objetivo do estudo não está restrito somente a apenas medir como a pandemia mudou o aspecto sonoro do oceano, mas, também, aproveitar a oportunidade para identificar de que forma décadas de aumento do ruído do oceano afetaram a vida marinha. 

Logo, o trabalho dos pesquisadores não fica focado no efeito breve da pandemia sobre a acústica dos oceanos. Torna-se, então, importante aproveitar a oportunidade para avaliar de que forma décadas de escalada na poluição sonora afeta o ecossistema marinho.

Ou seja, tem-se como meta estudar as causas e, principalmente, os efeitos do ruídos nos oceanos, a fim de encontrar as melhores soluções para esse problema ambiental. 

Para alcançar o objetivo, o estudo do ruído nos oceanos deve ser combinado com outros métodos, tais como a marcação de animais, visando revelar até que ponto o barulho nos mares afeta a vida da biodiversidade nas profundezas dos oceanos.

Silêncio dos oceanos durante a pandemia: uma calmaria com dias contados

À medida que o mundo vai retomando suas atividades ao passo que a pandemia começa a ser controlada, sem dúvida os momentos de silêncio estão com os dias contados.

O estudo é importante justamente para poder comprovar os impactos negativos da poluição sonora que geramos nos oceanos, a fim de começarmos a elaborar métodos e estratégias para controlar o volume e a quantidade de ruído que geramos. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin