Entenda como o plástico pode liberar substâncias químicas nos oceanos quando exposto ao sol

Um estudo feito por cientistas da Instituição Oceanográfica Woods Hole encontrou dezenas de milhares de substâncias liberadas pelo plástico na água. Os pesquisadores, ao analisarem os efeitos do sol sobre o plástico nos oceanos, descobriram os riscos que esse tipo de material oferece aos oceanos. 

Eles chamam a atenção para o fato do calor ser capaz de fazer com que os plásticos liberam um grande número de substâncias solúveis na água.

Como foi feita a descoberta?

Em laboratório, eles colocaram sacolas plásticas de diferentes lojas em uma solução ionizada. O objetivo era simular a água do mar para obter resultados mais precisos possíveis. 

Durante a segunda etapa, os cientistas dividiram as amostras em duas: uma metade no escuro; a outra, exposta ao sol.

Como resultado, percebeu-se que a quantidade de substâncias liberadas pelas amostras iluminadas foi muito maior que as amostras no escuro. 

Os profissionais responsáveis pelo estudo dizem ter encontrado milhares de compostos na água com plástico exposta à luz, apontando para o fenômeno da “sopa”, cuja rapidez é impressionante.

Para termos ideia, somente em cem horas de exposição solar, o volume de carbono orgânico solúvel, por exemplo, já era considerável.

Por meio da pesquisa foi possível perceber que o sol pode degradar o plástico, que é essencialmente um composto que tem alguns aditivos na mistura. 

Uma vez em contato com o sol e a água, dezenas de milhares de compostos solúveis em água são liberados, contaminando, assim, os oceanos. 

De acordo com a Collin Ward, coautora do estudo, em um comunicado da Woods Hole, não é possível saber quais são os impactos que esses produtos podem trazer ao ecossistema aquático ou a processos biogeoquímicos, como o ciclo do carbono. 

Contudo, uma coisa é certa: a degradação do plástico acontece mais rapidamente do que esperávamos, não estando claro como esses químicos podem afetar o meio ambiente.

Qual a solução para esse problema?

A única solução para evitar que o plástico libere poluentes nas águas é, claro, diminuir a quantidade de plástico que chega aos oceanos, bem como executar uma campanha global de limpeza das águas marinhas. 

Entretanto, o que vemos são medidas pouco eficientes para mudar esse atual panorama. Seria preciso esforços ainda maiores para reverter essa situação. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Máfia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin