Saiba mais sobre os impactos da poluição do ar por combustíveis fósseis na natureza

O nosso planeta sofre com uma série de problemas ambientais, tal como a poluição do ar por combustíveis fósseis, que cresce exponencialmente, sem quaisquer sinais de uma eventual redução. 

Esse tipo de problema gera inúmeros impactos negativos ao planeta como um todo, assim como é responsável por diversas consequências devastadoras em nós humanos. Devido à forma danosa como a poluição do ar por combustíveis fósseis age, torna-se primordial compreendê-la profundamente, de maneira a evitar problemas ainda maiores. 

Tendo isso em mente, ao longo deste artigo falaremos mais sobre a poluição do ar por combustíveis, destrinchando suas causas e consequências, assim como abordaremos quais as melhores soluções que estão ao nosso alcance. 

Impactos da poluição do ar por combustíveis fósseis

A poluição do ar consiste na liberação de gases poluentes na atmosfera, processo este que pode ser natural (cinzas e gases de emissões vulcânicas) ou antrópica, como a queima de combustíveis fósseis (petróleo, gás natural e carvão mineral) e/ou recicláveis (madeira, álcool).

Atualmente, na atmosfera, podemos encontrar diversos gases altamente tóxicos, sendo o mais danosos o óxido de enxofre, óxido de nitrogênio, monóxido de carbono, compostos orgânicos voláteis (como o metano e o xileno) e partículas finas ou inaláveis (por exemplo, fuligem, poeira, fumaça, dentre outros).

Todos esses gases, portanto, contribuem com a poluição do ar por combustíveis fósseis, que culminam em impactos devastadores no meio ambiente. 

Poluição do ar por combustíveis fósseis e seus impactos no mundo

Por exemplo, nos grandes centros urbanos, a poluição atmosférica já é considerada a principal causadora de doenças respiratórias (asma, bronquite, rinite alérgica e alergia). Além disso, outros problemas de saúde vêm à tona, como irritação da pele e olhos. 

Não à toa, em pesquisas recentes conduzidas por pesquisadores britânicos e norte-americanos, concluiu-se que uma em cada cinco mortes (de 18 a 21,5%) por ano pode estar atrelada à poluição do ar por combustíveis fósseis.

Engana-se, porém, quem pensa que os efeitos da poluição do ar por combustíveis fósseis estão restritos aos centros urbanos, uma vez que, para o meio ambiente, esses gases causam uma série de problemas, como a inversão térmica, chuva ácida, ilha de calor, destruição da camada de ozônio e o efeito estufa.

Poluição do ar por combustíveis fósseis e os oceanos

A liberação de CO2 na atmosfera é um dos problemas causados pela poluição do ar por combustíveis fósseis, e como consequência desse processo está a contaminação dos oceanos. 

Saiba que os oceanos são responsáveis por absorver uma quantidade significativa de CO2. Em condições normais, claro, esse fenômeno é natural e benéfico ao planeta, já que esses gases são essenciais para as algas marinhas que os absorvem, assim como para o planeta, já que menos CO2 na atmosfera representa menos gases efeito estufa. 

Contudo, à medida que liberamos cada vez mais toneladas de CO2, mais os oceanos absorvem, fato esse que culmina em sérios problemas ambientais, como a acidificação dos oceanos e aquecimento das águas. 

Esses problemas afetam a vida marinha, podendo comprometer habitats inteiros, como recifes de corais, geleiras e muito mais. 

A solução para a poluição do ar por combustíveis fósseis

A melhor solução é investir em alternativas sustentáveis que diminuam a quantidade de gases tóxicos liberados na atmosfera. 

Somente dessa forma poderemos, a longo prazo, evitar consequências devastadoras, como o efeito estufa, a acidificação e aquecimento dos oceanos e, claro, as mortes de seres humanos. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Mafia do Mergulho para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin