Descubra quais são as consequências da poluição das águas oceânicas; saiba quais são os principais agentes poluentes

Os oceanos são fundamentais para o planeta. Essa afirmação tem relação com a importância desses ecossistemas para a manutenção da vida no planeta, uma vez que eles são os responsáveis por boa parte do oxigênio que respiramos na Terra – assim como absorvem boa parte do CO2 despejado na atmosfera. Por conta justamente dessa importância, ao longo deste artigo falaremos quais são as principais consequências da poluição das águas oceânicas. 

Afinal, entender os impactos da poluição nos oceanos é fundamental para compreendermos a importância da preservação deste que é o maior ecossistema do planeta, o mais rico em biodiversidade. 

Quais os impactos da poluição das águas oceânicas?

A poluição nas águas oceânicas causa inúmeros problemas, os quais prejudicam toda a vida marinha, bem como outras formas de vida, tais como nós seres humanos, por exemplo. 

Entre as consequências mais imediatas da poluição, sem dúvida a biodiversidade dos oceanos é que mais sente. Os animais e plantas que dependem de alguma forma desse ecossistema são impactados pouco tempo após o contágio da água por algum poluente. 

No caso do plástico, o maior poluente dos oceanos, com mais de oito bilhões de toneladas despejadas todos os anos, muitos animais acabam sendo mutilados e/ou mortos após o contato com esse tipo de material. 

Muitos seres vivos acabam ingerindo restos de plásticos dos oceanos, que culminam na sua morte, muitas vezes. Outros animais, porém, acabam sendo multilados, perdendo partes do seu corpo após ficarem presos nesses materiais. 

Além desses efeitos a curto prazo, o plástico também causa outras consequências ao oceanos, como a poluição da água em si, à medida que esse tipo de material, ao entrar em decomposição, libera substâncias tóxicas, bem como pequenas partículas poluentes, conhecidas como microplásticos. 

Além do plástico, inúmeros tipos de poluentes são despejados nos oceanos, causando problemas semelhantes e, inclusive, mais graves, como é o caso do petróleo, esgoto, lixo químico e biológico, entre outros. 

Mais efeitos da poluição das águas oceânicas

Os oceanos, ao serem poluídos, perdem seu equilíbrio natural. Por exemplo, o excesso de lixo está mudando a temperatura das águas oceânicas, culminando em impactos diretos à biodiversidade marinha. 

Tenha em mente que um oceano mais quente afeta rotas migratórias de animais, bem como derrete geleiras e muda o habitat de inúmeras espécies, como os recifes de corais.

Por fim, é sempre importante ressaltar que a poluição é responsável por comprometer diversas espécies, à medida que elas desaparecem e mudam seus hábitos. Esse processo gera um desequilíbrio ambiental severo, que compromete diversas espécies que dependem de outras para sobreviverem. 

Como evitar as consequências da poluição das águas oceânicas?

É primordial para evitar as consequências da poluição das águas oceânicas investir em hábitos mais sustentáveis, partindo desde nós enquanto cidadãos, até as empresas, cuja capacidade de fazer a diferença é enorme. 

Somente com uma mudança drástica em nossos hábitos poderemos diminuir os impactos da poluição dos oceanos, de modo a preservarmos o maior e mais importante ecossistema do planeta. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe nosso blog para ler mais conteúdo como este. Até a próxima!

What's your reaction?
0Cool0Bad0Lol0Sad

Leave a comment

Bloomin
Bloomin